quinta-feira, 7 de junho de 2012

Tudo tem um começo

Quem diria que a partir de uma brincadeira uma linda história de amor se iniciaria? Dois jovens, que sem saber, estavam muito perto um do outro e encontros oportunos não lhes faltariam, que a minutos de distância suas casas estavam uma da outra. Mas Deus faz as coisas na hora certa, hora que talvez não fosse certa para muita gente, mas a opinião alheia não lhes importa, e sim toda a mágica que envolvia suas conversas, risos, e bem próxima delas uma paixão avassaladora. 

Talvez se essa história tivesse começado há anos atrás não seria por uma rede social que esse casal tivesse se conhecido, mas hoje em dia é comum essa maneira de contato inicial. Através de uma pessoa bem próxima dela, ele se aproximou, uma conversa boba de irmãs na internet e uma ''intromissão'' diria hoje bem conveniente! Comentários aqui, comentários ali, e logo surgia uma notificação indicando que ele a havia adicionado (perdoe-me se essa descrição não esteja sendo muito romântica uma vez que se trata de uma rede social, mas há todo um romantismo sim, creio que um pouco diferente do convencional, mas não deixa de ser bonito). 

Um novo amigo? Um rapaz bonito? Um novo confidente? Um amor? Sim para todas as respostas, mas a última pergunta ela só saberia a resposta mais tarde, na verdade nem tão tarde assim. Os dois se divertiam juntos, separados por uma pequena distância e presos às telas dos computadores. Era um vício delicioso, ele mesmo no trabalho, não desgrudava do celular que lhe possibilitava o acesso à internet, ela não tinha internet no celular, mas assim que chegava do trabalho ligava o bendito computador, um sempre para ver o que o outro tinha ''postado''. No começo eram puras risadas,  com fotos engraçadas que ele tirava e publicava, rendiam conversas longuíssimas através de comentários. No mundo meio triste que ela vivia graças às suas decepções com quem na época tinha um relacionamento, esse amigo era tudo que ela precisava para tirar um sorriso do seu rosto e para alguns momentos de desabafo. 

A encantava certas frases lindas lidas no perfil dele, e de certa forma a mesma sentia que tais frases eram pra ela. As conversas começaram a ser privadas, longe dos olhos de quem pudesse maldar alguma coisa, mas infelizmente muita gente maldou. Não que eles ligassem para isso, pois ali havia uma sensação inexplicável, um sentimento novo que estava brotando no coração de ambos, só quem sentiu sabe como é. Ele transbordava seus sentimentos através de uma das coisas mais lindas que existe: a música. Seus pensamentos eram transmitidos para o papel com toda sensibilidade,  as notas surgiam no violão com toda harmonia. Seus olhos não desviavam das fotos daquela menina que parecia tão próxima mas ao mesmo tempo tão distante. Em contrapartida ela admirava também as fotos dele e sentia algo tão bom ao olhá-las. Como se fosse um platonismo mútuo. 

Quando ele a deu a graça de poder ouvir suas músicas, ela começou a perceber que realmente algo diferente estava acontecendo no seu coração, não tinha como duvidar que seus sentimentos estavam mudando. Um dia ele a chamou para assistir uma audição na qual tocava, e ela não resistiu ao convite, foi e se apaixonou ainda mais por essa emoção toda. Existem coisas que são indescritíveis e uma delas é a sensação que eles tiveram se encontrar nesse dia. A partir de 1° de Setembro as coisas começaram a mudar e ficar mais fortes...

Lais

1 comentários:

Kelly Vasconcelos disse...

Quando chega o amor,não da pra dizer a ele:vá embora e volte depois. Ele nos prega uma peça e é isso que acontece.Vivam este amor e sejam felizes,depois é só ir pro abraço.